Autenticação | |             Cadastre-se |
Pesquisar

ABLV - Academia Brasileira de Laringologia e Voz

Câncer de Laringe

21/11/2011

Câncer de laringe

O câncer de laringe é responsável por uma incidência de 90.000 mortes por ano no mundo, ocorrendo predominantemente no sexo masculino. A relação de incidência por sexo é de 7 para1 (masculino û feminino). De acordo com uma estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA), mais de 9 mil novos casos de câncer de laringe foram descobertos em 2009. Outro dado preocupante da OMS mostra que o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de incidência deste tipo de tumor, ficando atrás apenas para a Espanha.

O prognóstico vai depender da localização do tumor e do estágio da doença. Aproximadamente 2/3 desses tumores surgem na glote, região das cordas vocais, e 1/3 acomete a laringe supraglótica. Tumores abaixo da glote são mais raros.

O fumo é considerado o mais importante fator causador do câncer da laringe. Estudos revelaram que o risco de desenvolvimento destes tumores é 14,3 vezes maior em indivíduos que fumam em comparação aos que não fumam. O consumo de bebidas alcoólicas também contribui significativamente para o desenvolvimento desses tumores. O risco do desenvolvimento do câncer laríngeo é potencializado pela ação conjunta do fumo e do álcool. Outros fatores etiológicos associados são o papilomavírus humano (HPV) e o refluxo gastresofagiano. 

O primeiro sintoma a aparecer pode sugerir a localização do tumor. Na região glótica, onde ficam as cordas vocais, os sintomas principais são: rouquidão (o mais comum de todos), seguido por dor de garganta, sensação de corpo estranho na garganta e falta de ar. Quando o primeiro sintoma é dor ou dificuldade para engolir, isto sugere que o tumor seja supraglótico.

A laringoscopia é o exame usado para o diagnóstico do câncer de laringe. Este exame pode ser realizado com um espelho pela boca, por fibra flexível pelo nariz ou por fibra rígida pela boca. Dependendo das condições do local onde for realizado, pode ser fotografado ou gravado. Para confirmar o diagnóstico é preciso realizar biopsia da lesão.

O tratamento pode ser com cirurgia, radioterapia e quimioterapia, dependendo do estágio evolutivo do tumor: tamanho e localização, se tem linfonodos comprometidos e se tem metástase à distância.
O câncer de laringe quando diagnosticado no início tem possibilidade de cura muito alta (90-95%), portanto, se o paciente apresentar qualquer dos sintomas acima citados, deve procurar um médico, de preferência um otorrinolaringologista. 

Diante destes dados preocupantes e com a missão de alertar a população sobre a importância da realização de exames preventivos, a ACADEMIA BRASILEIRA DE LARINGOLOGIA E VOZ realizará em 2012 a décima terceira Campanha Nacional da Voz. Comemorando o Dia Mundial da Voz, em 16 de abril, a iniciativa da ABLV é uma ação de conscientização da população sobre os cuidados que se deve ter com a voz, os hábitos que mais a prejudicam e os sintomas que sugerem alterações e distúrbios vocais. 

Por isso, é fundamental que um médico especialista seja procurado em caso de tosse e/ou pigarro frequentes; rouquidão por mais de sete dias; dor, ardência ou incômodo na garganta; dificuldade ou dor para engolir; perda de voz, voz fraca ou falhas na voz e dificuldades respiratórias.

Dr. José Eduardo Pedroso
Presidente da Academia Brasileira de Laringologia e Voz.

Bookmark and Share
Desenvolvido por GN1

Copyright 2005-2017 - Academia Brasileira de Laringologia e Voz

Av. Indianópolis, 1287 - Planalto Paulista - São Paulo - SP - Fone: (11) 5053.7500