Autenticação | |             Cadastre-se |
Pesquisar

ABLV - Academia Brasileira de Laringologia e Voz

14th National Voice Campaign

25/9/2013

Very successful 2012 edition of the 14th National Voice Campaign

For over ten years, April has been called “the month of the voice”, because it is the month, when the Brazilian Academy of Laryngology and Voice (ABLV - Academia Brasileira de Laringologia e Voz) and the Brazilian Association of Otolaryngology – Head and Neck Surgery (ABORL-CCF - Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial) intensify their awareness efforts through the “National Voice Campaign”. The purpose of this initiative is to call the attention of the general public to the main measures as to how to care for the voice and prevent vocal disorders, such as laryngeal cancer, a disease that became focus of media attention when former Brazilian president Luiz Inácio Lula da Silva was diagnosed.

According to the World Health Organization (WHO), until 1999, the year the campaign was launched, laryngeal cancer made 15 thousand new victims every year in Brazil, and eight thousand of those cases used to be fatal. In 2012, the campaign focused on prevention and awareness of this disease, which, according to the National Cancer Institute (INCA - Instituto Nacional do Câncer), strikes 10 thousand people every year in Brazil. Approximately 40 thousand people are seen and receive advice during each of the campaign’s editions.

One of the high points in the history of the Voice Campaign is an ABVL achievement: thanks to partnerships with several international entities, in 2003, ABVL had the "World Voice Day" approved in conjunction with its official logo. The day is officially celebrated all around the world on April 16th.   

An inflatable superstructure in shape of a giant larynx was the campaign’s main attraction. After several proposals were analyzed, the structure underwent a careful renovation and in 2012 was once again exhibited during the “14th National Voice Campaign”, which brought over 10 thousand people to the Ibirapuera Park, in São Paulo. The inflatable structure was also included in the first edition of the “Ways of Otolaryngology” campaign, organized by the Brazilian Association of Otolaryngology – Head and Neck Surgery (ABORL-CCF - Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial), which visited several Brazilian cities this year.

“Our 2012 campaign was a huge success, because it reached thousands of people through its exhibits and media exposure, thus making our specialty better known. Our colleagues contributed immensely during the actions, and we gathered nationwide statistical data, which will be essential to Brazilian Otolaryngology, in the event we have to make requests to the Federal government. This all contributes towards improving the country’s health”, says Dr. Gustavo Korn, National Coordinator of the 14th National Voice Campaign.

During the “National Voice Week”, which took place from April 16th to 20th, 2012, 1,800 people were seen. Registered services from all over the country offered the population free vocal assessments, including laryngoscopic examinations. These results are being gathered and will be published shortly.  

In a joint effort, the Brazilian Academy of Laryngology and Voice and the Brazilian Association of Otolaryngology – Head and Neck Surgery will continue working hard on their initiatives, moving ahead with their mission to make people aware, in an innovative and playful manner, of how important health care measures are.   

 

Click here to view the pictures

Conheça os vencedores dos kits de laringoscópios da 14ª Campanha Nacional da Voz

21/5/2012

Nesta sexta-feira (18), a ABLV realizou o sorteio dos dois kits de laringoscópios cedidos pela Ferrari Medical, para os serviços participantes da 14ª Campanha Nacional da Voz.

O sorteio aconteceu na sede da ABORL-CCF, na presença do Dr. Gustavo Korn, coordenador da Campanha da Voz 2012; Jennie Ferrari e Alexandra Marques, representantes da Ferrari Medical; e da equipe da ABORL-CCF, formada por Vania Moraes, Claudia Varandas e Renato Batista.

A vencedora do Super Led Portátil foi a Dra. Adriana Hachiya, do Hospital das Clínicas, e o sorteado para receber o conjunto de laringoscópio para microcirurgia da laringe foi o Dr. José Eduardo de Sá Pedroso, da Unifesp. Em nome da Academia Brasileira de Laringologia e Voz, o Dr. Gustavo Korn agradeceu à parceria da Ferrari Medical.

Em 2012, a Semana da Voz realizou 1564 atendimentos válidos, dentro dos padrões recomendados pela ABLV e com os devidos exames realizados. Com estes dados, a Academia realizará um levantamento epidemiológico, referente aos problemas vocais da população brasileira. O material deve ser apresentado na Brazilian Journal of Otorhinolaryngology.

Campanha da Voz realiza atendimentos e recebe 10 mil visitantes em exposição da laringe gigante

14/5/2012

A 14ª edição da Campanha Nacional da Voz foi sucesso absoluto de público e de atendimentos à população. Além da exposição da laringe gigante no Parque Ibirapuera, durante os dias 14 a 17 de abril, a Campanha deste ano realizou atendimentos médicos em mais de 80 serviços credenciados por todo o país, entre clínicas particulares e públicas, de 16 a 20 de abril.

Iniciativa da ABLV, a exposição da laringe faz parte da Campanha Caminhos da ORL, realizada pela ABORL-CCF. Durante a passagem pela capital paulista, o evento reuniu cerca de 10 mil visitantes. De acordo com o Dr. Gustavo Korn, coordenador da Campanha da Voz, “o fato de realizar as duas campanhas simultaneamente permitiu que as pessoas percebessem a abrangência da nossa especialidade e entendessem melhor a área de atuação do otorrinolaringologista”.

Com um amplo espaço e visibilidade, a exposição atingiu públicos de todas as idades. “O número de pessoas superou nossas expectativas. Formaram-se filas enormes para conhecer os infláveis, principalmente no sábado”, disse o coordenador. Cerca de 70 otorrinos participaram da exposição, com destaque para a Faculdade de Medicina da USP, Faculdade de Medicina do ABC, Escola Paulista de Medicina, Clínica Othorinus, Santa Marcelina e o Hospital Servidor Público Estadual.

Além da exposição dos infláveis da laringe, ouvido e nariz, também foram ministradas aulas médicas, esclarecimento de dúvidas, medição acústica de aparelhos de mp3 e celular, testes de olfato e atrações de entretenimento, com palhaços e apresentações de beat box (arte de reproduzir sons de instrumentos musicais com a voz). 

Comemorando o Dia Mundial da Voz, celebrado em 16 de abril, a laringe gigante foi o grande destaque do evento. Totalmente reformada e aprimorada após a última ação, em 2011, a laringe chamou a atenção para as doenças mais frequentes na região, com destaque para o câncer de laringe.

A exposição também foi assunto na mídia, com repercussão em grandes veículos, como a TV Record, Record News, TV Brasil, TV Cultura, Mix TV, TV Câmara, Rádio Band News, Rádio Estadão, entre muitos outros. “Percebi que a imprensa se aprofundou mais no assunto, perguntando mais sobre os órgãos e não apenas sobre a exposição. É muito importante levar todas estas informações às pessoas”, declarou Korn.

Confira na edição de Maio/Junho do Boletim ABORL-CCF, entrevista completa com o coordenador da Campanha da Voz, Dr. Gustavo Korn.

ABLV sorteará kits de laringoscópios para serviços participantes na Semana da Voz

14/5/2012

No próximo dia 18 de maio, a ABLV realizará o sorteio de dois kits cedidos pela empresa Ferrari Medical. Trata-se de um Super Led Portátil e um conjunto de laringoscópio para microcirurgia da laringe, composto de 4 tubos, porta fibra e haste suspensora.

O sorteio acontecerá na sede da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial(ABORL-CCF) para os 80 serviços que realizaram atendimentos durante a Semana da Voz, de 16 a 20 de abril, em todo o Brasil.

A cada 10 atendimentos prestados durante os eventos, os colaboradores receberam um cupom. O serviço que tiver reunido o maior número de cupons, terá mais chance de ser premiado com um dos kits disponibilizados pela empresa parceira. Serão realizados dois sorteios.De acordo com o Dr. Gustavo Korn, coordenador da Campanha da Voz,“esta é uma forma de agradecer aos serviços que ajudaram nesta inciativa”.

Após a reunião das fichas preenchidas nos atendimentos, a ABLVfará um grande levantamento de dados epidemiológicos referentes aos problemas vocais da população brasileira, que será apresentado na Revista Brasileira de ORL.

80 serviços de otorrinolaringologia estão credenciados para atendimentos durante a Semana da Voz

17/4/2012

Além da exposição da laringe gigante realizada até o dia 17/4, no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, a Campanha da Voz deste ano também está realizando atendimentos em serviços de otorrinolaringologia credenciados em todo o Brasil.

Os atendimentos envolvem um diagnóstico do quadro do paciente, e o encaminhamento para os serviços competentes.

Clique aqui e faça o download da tabela contendo as cidades e serviços participantes.











Tudo pronto para a 14º Campanha Nacional da Voz

13/4/2012

Começa neste final de semana, entre os dias 14 a 17 de abril, a 14ª edição da Campanha Nacional da Voz. A iniciativa da ABLV faz parte da campanha Caminhos da ORL, realizada pela ABORL-CCF.

Em comemoração ao Dia Mundial da Voz, celebrado em 16 de abril, o destaque do evento será a laringe gigante, que vai chamar a atenção da população para a doenças mais frequentes na região, com destaque para o câncer de laringe.

Totalmente reformada e aprimorada após a última ação, em 2011, a laringe tem agora 8 metros a mais de comprimento. De acordo com o Dr. Gustavo Korn, coordenador da Campanha da Voz 2012, os visitantes agora poderão entrar pela boca e sair pela região da traqueia.“Antes a pessoa entrava e saía pelo mesmo lugar, dificultando um pouco o fluxo e o acesso às informações. Para melhorar isto, tentamos concentrar um número maior de informações do lado direito do inflável, para que o outro lado fique mais livre para quem quiser só observar rapidamente”, afirmou.

Além da exposição da laringe, nariz e ouvido gigantes, quem visitar a exposição encontrará curiosidades, apresentações de beat box (arte de reproduzir sons de bateria e outros instrumentos com a voz), e a participação de palhaços, entretendo o público. Uma programação completa para família, com a intenção de destacar a importância do médico otorrinolaringologista e garantir mais saúde e qualidade de vida à sociedade.

Médicos da UNIFESP, USP e da Faculdade de Medicina do ABC participarão do evento, orientando, tirando dúvidas e ministrando palestras.Segundo o Dr. Gustavo"o sucesso deste projeto, depende não só da ABORL-CCF e da ABLV, mas também do apoio dos otorrinos, tanto nos atendimentos, quanto na divulgação da Campanha”.

"Aproveito para convidar os colegas de São Paulo para prestigiarem o evento. A visita aos infláveis será também uma oportunidade de reunir os amigos otorrinolaringologistas e colegas de outras supraespecialidades, mostrando a união da nossa ORL",finalizou.

Participe desta grande iniciativa e colabore para uma melhor qualidade de vida!

"14ª Campanha Nacional da Voz"

De 14 a 17 de abril de 2012, das 9h às 17h.
Parque Ibirapuera
Avenida Pedro Álvares Cabral - Moema, São Paulo

Making of da Campanha da Voz

13/4/2012

Confira o making of da reforma da laringe inflável. Ela está prontinha para receber a todos neste sábado, a partir das 9hs, no Pq. do Ibirapuera:

Fique por dentro também do Facebook da Campanha da Voz e saiba todos os detalhes deste grande evento! @campanhadavoz

Campanha da Voz agora no Facebook

2/4/2012

A “Campanha Nacional da Voz 2012” chegou ao Facebook para divulgar em tempo real os preparativos e novidades da edição desse ano, além de temas relacionados à voz e à Otorrinolaringologia. Confira!

Acesse nossa página:

Deborah Secco abraça a Campanha da Voz 2012

22/3/2012

Em parceria com especialistas, atriz apoia campanha sobre a importância dos cuidados com a voz

Quando surge na tela da TV ou do cinema, Deborah Secco rouba a cena e conquista o público com papéis marcantes, que recebem seu toque de charme e simpatia.A voz sensual, o corpo escultural e o rosto de menina são as marcas registradas da atriz, que este ano apoia a 14ª edição da Campanha da Voz.

A iniciativa é uma realização da Academia Brasileira de Laringologia e Voz (ABLV), em parceria com sua entidade mãe, a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF). O objetivo é alertar a população sobre os cuidados com a voz e a prevenção das principais doenças que acometem o aparelho vocal, com destaque para o câncer de laringe. De acordo como Instituto Nacional do Câncer (INCA), o mal atinge cerca de 10 mil pessoas todos os anos no Brasil.

Além disso, 2012 é o ano do 10º Dia Mundial da Voz, ação da ABLV celebrada em diversos países no dia 16 de abril. Em comemoração a essa data especial, a Academia está montando a exposição “Conheça sua Voz”, um projeto que reproduzirá uma laringe em tamanho gigante, feita em estrutura inflável e alto relevo. Quem visitar o evento conhecerá toda a estrutura do interior da boca, a garganta e as principais doenças vocais.

Deborah Secco afirma que se preocupa em manter a saúde de sua voz. “Trabalho com a voz há vinte anos, e, por isso,sempre busco uma melhora vocal. Às vezes, nós atores,abusamos, fazendo duas sessões de teatro por dia, sem microfone, para duas mil pessoas ou passando várias horas em estúdio com ar condicionado forte. Isto acaba prejudicando nossa saúde vocal, e por isso precisamos estar atentos para corrigir esses danos”, disse.

A atriz revelou ainda a importância da Campanha da Voz para a população. “Acredito que todas as profissões precisam da voz. Todo mundo precisa falar bem, se comunicar bem e infelizmente não temos esse nível de informação chegando às pessoas. É fundamental a conscientização de que existe sim uma necessidade de cuidado com a voz e que isso é possível. Basta querer e buscar”, conclui.

A exposição “Conheça sua Voz”mostrará os mecanismos de produção da voz e a importância de cuidar bem dela, com palestras de otorrinolaringologistas e atrações de entretenimento. É gratuita e aberta ao público de todas as idades. Venha participar deste evento. Dê voz à sua saúde. Cuide da Sua Voz!

“Caminhos da ORL”

A Campanha da Voz faz parte da Campanha Nacional “Caminhos da Otorrinolaringologia”, uma realização da ABORL-CCF. O objetivo das iniciativas é conscientizar e alertar a população sobre os cuidados com os ouvidos, nariz e garganta, além da prevenção dos principais males que acometem esses pequenos órgãos do corpo humano.

Idealizada pelo Presidente da ABORL-CCF, Dr. Marcelo Hueb, uma unidade móvel com uma carreta de 17 metros irá percorrer capitais e importantes cidades brasileiras, levando três protótipos infláveis gigantes: ouvido, nariz e garganta. A população poderá “viajar” por toda a estrutura interior de cada um deles, além de conhecer seu funcionamento e as doenças mais frequentes.

No espaço interno da carreta estarão disponíveis um miniauditório, onde estão programadas palestras de otorrinolaringologistas, atendimento ao público, com o esclarecimento de dúvidas e informações gerais sobre a Otorrinolaringologia, além de um espaço para a realização de exames do sono (polissonografia) nos motoristas da carreta e uma área para reuniões e contatos com a mídia.

Embarque nesta viagem que promete trazer um novo foco para a saúde.

Contagem regressiva para a Campanha da Voz 2012

21/3/2012

ENTREVISTA ESPECIAL

Contagem regressiva para a Campanha da Voz 2012

Conversamos com o coordenador da Campanha, Dr. Gustavo Korn, para saber sobre todos os detalhes do evento e os últimos preparativos para esta edição!

Dr. Gustavo, há menos de um mês para o início da Campanha da Voz, gostaria que contasse um pouco sobre a etapa final de preparativos para a data.

G.K:Estamos com tudo muito bem encaminhado e dentro do prazo esperado. A reforma da laringe está correspondendo às expectativas e ela ficará pronta dentro de duas semanas. As fotos com a atriz Deborah Secco também já foram feitas, e os cartazes e folders da Campanha estão sendo produzidos. Todo este material será disponibilizado antecipadamente para download no site da ABLV, bem como as fichas de atendimento. Como já estamos bem próximos da Campanha, tivemos o apoio da ABORL-CCF e, especialmente, do Dr. Marcelo Hueb, para que todo conteúdo gráfico [inclusive as fichas]fosse enviado por Sedex para os coordenadores. Este material chegará bem mais rápido e sem qualquer tipo de custo. Outro ponto gratificante e que nos deixa muito feliz, é que um número cada vez maior de serviços tem procurado a ABORL-CCF demonstrando interesse em participar dos atendimentos na campanha. Esta notícia é, sem dúvida, muito animadora para a gente.

Qual o diferencial da Campanha da Voz estar agregada à “Campanha Caminhos da ORL”, idealizada pela ABORL-CCF?

G.K:O fato de estarmos fazendo a nossa campanha em conjunto com a “Caminhos da ORL” mostra, acima de tudo, a união da nossa área. Manter unidas a otologia, rinologia e laringologia reflete todo o poder da nossa especialidade, e comprova que somos uma unidade: a otorrinolaringologia. Além do inflável da laringe, estarão os expostos também o nariz e o ouvido gigante. Dentro da carreta da Campanha, será possível que a gente ministre aulas em um ambiente muito mais confortável, além de esclarecer dúvidas. Acredito que isto chamará ainda mais a atenção do público para a nossa iniciativa. E temos também o apoio do Ministério da Saúde às nossas campanhas, conseguido graças a um grande esforço da diretoria da ABORL-CCF. Esta conquista, com certeza, deve ser destacada como um diferencial.

Este ano a ABLV pôde aprimorar o projeto da laringe gigante da Campanha. Como foi o processo de reforma?

G.K:Todo o processo começou em novembro, mas esta era uma ideia que a gente já tinha desde a Campanha de 2011. Quando a laringe foi criada, nós ainda não estávamos acostumados com os aspectos que um órgão humano poderia ter quando colocado na forma de um balão inflável. Desde a primeira exposição, porém, fizemos observações para tentar aprimorar o projeto. O primeiro passo foi verificar a viabilidade da reforma, para saber se conseguiríamos mudar tudo da maneira como pretendíamos. Em dezembro nos reunimos com a AirFly (empresa responsável pela produção dos infláveis) e ficamos muito contentes ao saber que as reformas seriam viáveis. O passo seguinte foi ver os custos financeiros, que, naturalmente não eram baixos. Para isso, precisamos da ajuda da nossa entidade mãe, a ABORL-CCF, que através do presidente Dr. Marcelo Hueb não hesitou esforços para nos ajudar financeiramente. Temos acompanhado a reforma semanalmente, vendo o que falta e aprovando cada modificação, e o andamento tem sido animador.

O que o público encontrará de diferente quando entrar este ano pela laringe?

G.K:A laringe gigante está com 8 metros a mais de comprimento e com algumas estruturas modificadas. Os visitantes agora poderão entrar pela boca e sair pela região da traqueia.Antes a pessoa entrava e saía pelo mesmo lugar, dificultando um pouco o fluxo e o acesso às informações. Para melhorar isto, tentamos concentrar um número maior de informações do lado direito do inflável, para que o outro lado fique mais livre para quem quiser só observar rapidamente.Quem visitar a exposiçãoencontrará curiosidades, dicas sobre como usar melhor a voz, saberá sobre as doenças mais frequentes, com destaque para o câncer de laringe.  Também manteremos as apresentações de beat box (arte de reproduzir sons de bateria e outros instrumentos com a voz), e a participação dos palhaços. Este ano, contaremos com o apoio da UNIFESP, USP e da Faculdade de Medicina do ABC durante a exposiçãoem São Paulo. 

Na edição passada, houve uma presença significativa de crianças durante o evento. Podemos dizer que este é o público-alvo da Campanha?

G.K:Nosso foco sempre foi atingir o público de todas as idades. É importante que os adultos conheçam o que é o trato vocal, saibam como a voz é produzida, como se prevenir dos problemas vocais, e qual a importância de procurar um médico otorrinolaringologista em caso de suspeita de alguma doença que acometa a voz. Em 2011, nós tivemos realmente um número expressivo de crianças no evento, e consideramos isto muito interessante. Acho que uma coisa é a criança conhecer o aparelho vocal observando fotos em um livro, e outra, é ter a oportunidade de entrar pela boca, assistirvídeos econhecer as estruturas de forma prática. Dentro da exposição, ela terá a experiência de vivenciar, tocar, tirar dúvidas, e haverá médicos acompanhando as visitas. Acho que isto é fundamental para o aprendizado!

Haverá atendimentos dos serviços de otorrinolaringologia durante a exposição. Como será esta programação?

G.K:Além da exposição, que acontecerá entre os dias 14, 15, 16 e 17 de abril, estaremos voltados também para os atendimentos, que acontecerão entre os dias 16 a 20 de abril nos serviços credenciados em todo o Brasil.Paraisto, é importante contarmos não só com as pessoas que procurarão o serviço, mas também com os colegas otorrinos que poderão se credenciar para participarem dos atendimentos, que acontecerão nos serviços de todo o Brasil. Até o ano passado, os coordenadoresprecisavam preencher um relatório reunindo os dados levantados, e isto desprendia muito tempo. Nesta edição, este processo se tornará bem mais simples, pois haverá uma equipe da ABORL-CCF que fará o levantamento e análise estatística dos dados computados. Os coordenadores precisarão apenas entregar os formulários preenchidos. Nós antes não tínhamos um levantamento expressivo destes atendimentos, e a partir de agora esperamos ter. Desta forma, teremos base parapleitear, futuramente, algo que precise do apoio do Ministério da Saúde.

Neste ano, a Campanha da Voz contará com o patrocínio da Ferrari Medical. Como funcionará esta parceria?

G.K:A Ferrari Medical nos cedeu gentilmente um kit de laringoscópios rígidos para serem usados durante as cirurgias de laringe. Tivemos então a ideia de sortear este kit para os serviços que participarem dos atendimentos, como uma forma de agradecê-los pela ajuda para o sucesso da nossa iniciativa. O sorteio será feito da seguinte forma: a cada dez atendimentos durante a Campanha, será entregue um cupom. Após a contagem destes cupons, os serviços que prestaram mais atendimentos terão maior chance de serem presenteados com o kit.

Para finalizar, em sua opinião, qual o segredo de sucesso da Campanha da Voz?

G.K:Não tenho dúvidas de que o grande segredo é trabalharmos com uma equipe de amigos atenciosos, que estão sempre dispostos e prontos para ajudar. Faço meus sinceros agradecimentos ao presidente da ABORL-CCF, Dr. Marcelo Hueb, que em nenhum momento mediu esforços para nos auxiliar. Também ao presidente da ABLV, Dr. José Eduardo de Sá Pedroso, que temexpertise de mais de 6 anos na Campanha da Voz e me deu carta branca desde o começo. Agradecer ainda à AirFly e ao pessoal da Sintonia (assessoria de imprensa) pelo imenso apoio.Estivemos juntos nos momentos fáceis e mais difíceis da Campanha, e acredito que a reunião destes esforços culminará em mais um ano de sucesso absoluto.

Por fim, gostaria de dizer, em nome da ABLV, que estamos à disposição para qualquer esclarecimento sobre a Campanha. Para o sucesso deste projeto, dependemos não só da ABORL-CCF e da ABLV, mas também do apoio dos otorrinos de todo o Brasil, tanto nos atendimentos, quanto na divulgação da Campanha em suas respectivas regiões. Aproveito para convidar os colegas de São Paulo para prestigiarem o evento nos dias da nossa exposição.A visita aos infláveis será também uma oportunidade dereunir os amigos otorrinolaringologistas e colegas de outras supraespecialidades, mostrando a união da nossa ORL.

Álbum de imagens relacionadas ao conteúdo. Total de 5 imagens.

Clique aqui para visualizar o álbum de imagens

Campanha da Voz fecha patrocínio exclusivo com a Ferrari Medical

20/3/2012

A Campanha da Voz 2012 conta com uma parceria que promete trazer um grande diferencial para esta edição. A Ferrari Medical, empresa que trabalha há quase trinta anos com instrumentos médicos no mercado, preparou uma surpresa para os colaboradores da Campanha. Trata-se de um Super Led Portátil e um conjunto de laringoscópio para microcirurgia da laringe, composto de 4 tubos, porta fibra e haste suspensora.

Os colaboradores ganharão um cupom a cada 10 atendimentos prestados durante os eventos. Ao final, o serviço que apresentar o maior número de cupons será premiado com um dos kits disponibilizados pela empresa parceira. Serão realizados dois sorteios.

De acordo com o Dr. Gustavo Korn, coordenador da Campanha da Voz, os presentes servem de incentivo para os colegas otorrinolaringologistas, além de ser uma forma de prestigiá-los. “Esta é uma forma de agradecer aos serviços que nos ajudarão nesta inciativa. Por isso, gostaríamos de contar com o apoio de todos serviços, divulgando a Campanha e a exposição em suas respectivas regiões”, disse.

Os atendimentos ao público durante a Campanha são muito importantes, pois contribuem para o levantamento de dados epidemiológicos referentes aos problemas vocais da população brasileira, além de trazer informações representativas que poderão servir de base para fazer frente ao Ministério da Saúde em eventuais solicitações.

 


Ferrari Medical, parceira da ABLV



Conjunto de laringoscópio para microcirurgia da laringe, composto de 4 tubos, porta fibra e haste suspensora

 


Super Led Portátil

Nova laringe gigante ficará pronta em março de 2012

17/2/2012

Reforma do inflável tornará a atração ainda mais representativa para a Campanha deste ano

A laringe gigante, “carro chefe” do projeto itinerante “Conheça Sua Voz”, está com a reforma em pleno vapor. Na primeira quinzena do próximo mês de março, o inflável será finalizado e entregue para o início dos trabalhos a partir de abril. Dentre as mudanças, ela ganhará maior espaço interno, agregará nova iluminação, novos jogos interativos e receberá dispositivos tecnológicos com recursos de imagens e vídeos, buscando cada vez mais a informação e a conscientização da população para os cuidados com a saúde vocal.

O coordenador da Campanha da Voz, Dr. Gustavo Korn, revela os principais objetivos da Campanha para 2012. “Para esse ano, vamos ampliar nossa divulgação, chamando a atenção de um número maior de pessoas para a exposição e sobre os principais cuidados com a saúde vocal; convocar os profissionais da especialidade, aumentando o número de serviços que irão colaborar com os atendimentos; e a coleta máxima de novas estatísticas com abrangência nacional, para que possamos fazer frente ao Ministério da Saúde em eventuais solicitações”, afirma. 

A superestrutura inflável ganhou grande destaque nos meios de comunicação brasileiros no ano passado. Agora, o projeto“Conheça Sua Voz” irá percorrer todo o país agregado a uma grande campanha promovida pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial (ABORL-CCF), a “Caminhos da Otorrinolaringologia”. Quem visitar a exposição terá a oportunidade de conhecer não só a laringe gigante, mas também o nariz e ouvido gigantes, atrações promovidas pela ABORL-CCF.  

Desde dezembro, foram analisadas algumas propostas de reformulação da laringe e, em janeiro deste ano, durante uma reunião com o presidente da ABORL-CCF, Dr. Marcelo Hueb, e o Conselho, o orçamento foi aprovado e a Campanha poderá contar com o apoio da Associação. Além disso, foi confirmada a convocação de uma pessoa encarregada de computar os resultados obtidos nos atendimentos durante os eventos, facilitando todo o processo.

Os infláveis irão viajar o Brasil dentro de um caminhão gigante com o principal objetivo de conscientizar a população sobre os principais cuidados com o ouvido, nariz e garganta.  Com o apoio da ABORL-CCF, a ABLV irá trabalhar fortemente com a sua Campanha que esse ano conta com muitas novidades e, certamente, terá ainda mais sucesso nesta edição.

Dr. Gustavo Korn, coordenador da Campanha da Voz, Antônio José Canjani, da Sintonia Comunicação (assessoria de imprensa da ABLV) e Luiz Paulo, da empresa de balonismo AirFly

5 Dicas para curtir o Carnaval sem perder a voz

13/2/2012

Confira as principais recomendações para se manter longe dos problemas vocais durante o período festivo

O Carnaval chegou, mas toda a animação desta data esconde um sério risco à saúde: problemas vocais estão entre as principais queixas relatadas nos consultórios otorrinolaringológicos após esse período, pois as pessoas costumam falar e cantar alto, prejudicando as cordas vocais.

Além disso, o consumo de cigarro e bebidas alcoólicas é bastante comum nessa época e esses hábitos são considerados os principais causadores do tumor de laringe, doença que atinge cerca de 10 mil pessoas no Brasil todos os anos, segundo dados recentes do Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Outro dado preocupante da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que o Brasil ocupa um dos primeiros lugares no ranking mundial entre os países com maior incidência da doença. Para auxiliar a população a curtir o Carnaval sem perder a voz, especialistas da ABLV lançam a “Campanha da Voz”, uma iniciativa que busca conscientizar sobre a importância dos cuidados com o aparelho vocal e orientar sobre a prevenção do câncer de laringe.

Segundo o otorrinolaringologista José Eduardo Pedroso, presidente da Academia Brasileira de Laringologia e Voz, no Carnaval as pessoas acabam cometendo abusos vocais em meio à folia: “Durante a confraternização, além de cantar ou falar muito alto, as pessoas acabam bebendo um pouco mais e abusando da comida, provocando o aumento do refluxo laringofaríngeo, que se trata do conteúdo do estômago que reflui e dá um ‘banho’ nas pregas vocais, causando inchaço, alteração na voz e prejudicando a laringe no geral”, diz.

O especialista dá cinco dicas para aproveitar a festa sem comprometer a saúde da voz: 

  1. Evite gritar ou falar alto em ambientes ruidosos;
  2. Não é recomendável ingerir líquidos ou alimentos muito gelados, principalmente em dias quentes;
  3. O fumo e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas são hábitos altamente nocivos à saúde vocal, pois podem causar várias doenças, entre elas, o câncer de laringe;
  4.  É importante beber bastante água e manter uma alimentação leve, sem exagerar no consumo de alimentos gordurosos ou muito condimentados;
  5. A qualquer sinal de problemas como dores na garganta, rouquidão, cansaço ao falar, tosse, pigarro ou dificuldade para engolir, um otorrinolaringologista deve ser procurado. Ele irá orientar sobre os cuidados que devem ser tomados.

10 Dicas para os professores cuidarem bem da voz durante as aulas

8/2/2012

Problemas vocais é a principal causa de afastamento dos professores

As férias acabaram e agora chegou o momento de alunos e professores voltarem às salas de aula renovados para o início de mais um trabalhoso ano letivo. Entretanto, problemas vocais é a principal causa de afastamento dos professores e, por isso, é necessário que eles tomem alguns cuidados especiais.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Centro de Estudos da Voz (CEV) em parceria com o Sindicato dos Professores de São Paulo (Sinpro-SP) e com a Universidade de Utah, nos Estados Unidos, 35% dos professores entrevistados relataram a presença de cinco ou mais problemas vocais, e 63% disseram já ter tido algum problema durante a vida.

Os dados indicam que 16,7% dos professores consideram que terão que mudar de profissão no futuro por conta dos problemas vocais. O questionário com 35 perguntas foi aplicado para 3.265 pessoas, das quais 1.651 eram docentes. Entre os professores, 63,1% afirmaram ter alterações vocais. Entre os “não professores”, 35,1% também afirmaram ter problemas com a voz. Os principais problemas relatados são: cansaço vocal (92%), desconforto para falar (90,4%), esforço para falar (89,2%), garganta seca (83,4%), rouquidão (82,2%), dificuldade para projetar a voz (82,8%), instabilidade ou tremor na voz (79,3%) e dor na garganta (72,7%).

Outro dado preocupante é que as doenças vocais, decorrentes ou prejudiciais ao trabalho, provocam efeitos nos níveis social, econômico, profissional e pessoal, representando um prejuízo de mais de 200 milhões de reais ao ano no Brasil, segundo uma pesquisa do 3º Consenso Nacional sobre Voz Profissional em 2004.  Para auxiliar os professores a não voltarem às aulas sem voz, especialistas da ABLV lançam a “Campanha da Voz”, uma iniciativa que busca orientar sobre a prevenção do câncer de laringe e conscientizar a população e, principalmente, os profissionais da voz sobre a importância dos cuidados com o aparelho vocal.

Segundo o otorrinolaringologista José Eduardo Pedroso, presidente da Academia Brasileira de Laringologia e Voz, “a atividade docente quase sempre implica em uma demanda vocal maior que a habitual. Isso depende de alguns fatores como seu local de trabalho – acústica do ambiente, tamanho da sala, uso de aparelhos auxiliares (microfones), quantidade de alunos por sala, idade dos alunos – e suas condições físicas, como resfriados, gripes, sinusites e outras doenças laríngeas ou alterações estruturais que podem contribuir para o surgimento de alterações vocais”.

Pedroso apresenta os principais riscos que os profissionais que usam excessivamente a voz e de forma incorreta podem sofrer ao longo dos anos. “Os principais riscos estão relacionados ao trauma constante, que pode levar a lesões como pólipos, nódulos e granulomas que são lesões de cobertura das pregas vocais. Se não forem tratadas corretamente podem levar a danos irreversíveis”, alerta.

Adriana Maria Wecc Silva, 39, é professora de matemática do ensino médio há 15 anos, pastora evangélica e membra do grupo de cantores na sua igreja. Adriana ministra seis aulas por dia, cada uma com cerca de 50 minutos, além dos cultos e ensaios da igreja aos finais de semana. Adriana está na parcela da população que usa a voz demasiadamente e, por isso, já chegou a apresentar problemas vocais.

“Trabalho com adolescentes de 14 a 17 anos, idade que eles ficam agitados e ainda têm as cordas vocais novas, e tenho percebido que os jovens estão falando cada vez mais alto, pelo fato de usarem muito o fone de ouvido. Por tentar falar muito alto às vezes, tentando competir com a voz dos alunos, já tive problemas de rouquidão, dor de garganta e cansaço ao falar. Por isso, passei a tomar certos cuidados, como evitar forçar a voz, beber bastante água e fazer exercícios vocais antes de cantar. Há dez anos, também comecei a usar o microfone nas salas de aula e isso tem facilitado bastante”, conta a professora.

O especialista apresenta as principais recomendações para os professores e os demais profissionais que utilizam a voz como instrumento de trabalho possam preservar sua saúde vocal:

  1. É importante não gritar ou pigarrear, pois isso agride as cordas vocais.
  2. Apesar de parecer inofensivo, cochichar é tão prejudicial à saúde vocal quanto gritar.
  3. O fumo e o consumo exagerado de bebidas alcóolicas são hábitos nocivos à saúde da voz, e são os principais causadores de câncer de laringe.  
  4. Não falar muito quando estiver com infecção de via aérea superior (resfriado, gripe ou sinusite).
  5. Não comer muito antes de dar aula.
  6. Falar somente quando necessário, evitando falar nos intervalos das aulas.
  7. Beber bastante água para manter-se hidratado.
  8. Dormir bem para descansar a voz.
  9. Comer alimentos leves que não causem refluxo.
  10. Quando apresentar sintomas, como rouquidão por mais de 15 dias, dor ao engolir, dor no pescoço ao falar ou falta de ar, procure um médico otorrinolaringologista para orientá-lo sobre o diagnóstico correto e as medidas necessárias.

Brasil é referência no tratamento do câncer de laringe

12/1/2012

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dará início à nova fase de seu tratamento na próxima quarta-feira, 04/01, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo.  De acordo com o Jornal Folha de São Paulo, Lula foi aconselhado a realizar o tratamento no exterior, porém decidiu permanecer no Brasil.

É possível considerar mais do que acertada a decisão do ex-presidente, pois nosso país reúne centros de referência e excelência no combate à doença e utiliza as mais avançadas tecnologias já desenvolvidas no mundo, como radioterapia de ponta e cirurgias com robôs. O câncer de laringe corresponde a 25% dos atendimentos do Instituto Nacional do Câncer (INCA), uma das instituições com maior credibilidade no tratamento deste tipo de tumor na América Latina.

Para o presidente da Academia Brasileira de Laringologia e Voz (ABLV), José Eduardo Pedroso, o Brasil tem papel de destaque no tratamento do câncer de laringe, oferecendo índices de cura de até 95%. “Em termos de tratamento, o Brasil oferece as mesmas opções de um país desenvolvido. Hoje, qualquer otorrino brasileiro formado já está capacitado para utilizar todas as ferramentas e tecnologias disponíveis para o tratamento do câncer de laringe”, conclui o médico.

Entidades brasileiras também têm lançado inúmeras ações de conscientização desse problema, dentre elas a “Campanha da Voz”. Esta iniciativa da Academia Brasileira de Laringologia e Voz foi criada há mais de 10 anos e tem como objetivo orientar a população sobre os cuidados com a saúde vocal e a prevenção do câncer de laringe no país.

Com o apoio das principais organizações internacionais, a “Campanha da Voz” ganhou o mundo e obteve conquistas importantes, como a promulgação do dia “Dia Mundial da Voz”, comemorado em 16 de abril, além da criação da logomarca oficial, adotada em diversos países. A cada edição da campanha, são atendidas e orientadas cerca de 40 mil pessoas, contribuindo para o combate da doença no Brasil.

ABLV inicia projetos para Campanha da Voz 2012

21/12/2011

 Laringe gigante do projeto "Conheça Sua Voz" está em reforma para levar informação de forma ainda mais lúdica e representativa

2011 ainda nem terminou, mas para a diretoria da ABLV os preparativos para a 14ª edição da Campanha Nacional da Voz, no ano que vem, já estão a todo o vapor.

Nesta semana, mais uma vez a laringe gigante do projeto "Conheça Sua Voz" foi inflada. Desta vez, não para visitação pública, mas para o início das reformas do inflável. Em 2012, ele será novamente exposto, buscando ampliar cada vez mais a conscientização da população para os cuidados com a voz.

Em visita a estrutura, o Dr. Gustavo Korn, novo coordenador da campanha, apontou algumas alterações que irão torná-la mais representativa, sem perder o tom lúdico que fez tanto sucesso em 2011. Entre as mudanças, ela ganhará mais espaço interno, agregará novos jogos interativos e receberá dispositivos tecnológicos com recursos de imagens e vídeos.

"O projeto ´Conheça Sua Voz´ foi um sucesso em 2011, e a cada evento percebemos o que funciona e o que não funciona, para melhorar a cada temporada. O importante é que a população compreenda o recado e que esta exposição seja um alerta importante paraos cuidados com a voz", finalizou Dr. Gustavo.

 

Na foto: Dr. Gustavo Korn, da ABLV, Tatiana Nikitin, da Sintonia Comunicação e Sergio Gnecco, da empresa Airfly.

Câncer de laringe é novo foco da Campanha da Voz

21/12/2011

Há mais de 10 anos, o mês de abril é o mês da voz, época em que a Academia Brasileira de Laringologia e Voz (ABLV) intensifica seus trabalhos de conscientização com a Campanha Nacional da Voz. Porém, os preparativos já estão começando, com o objetivo de alertar a população a se prevenir contra o câncer de laringe, doença que há meses toma conta da mídia depois do diagnóstico do ex-presidente Lula.

Até o ano de lançamento da campanha, em 1999, o câncer de laringe vitimava 15 mil brasileiros por ano, sendo 8 mil casos fatais, segundo dados da OMS. Em cada edição da Campanha, são atendidas e orientadas cerca de 40 mil pessoas, número que se repete anualmente desde então.

O enfoque da Campanha para esse final de ano, bem como no ano que vem, será para a prevenção, conscientização e informação sobre esse mal, que atinge 10 mil pessoas no Brasil todos os anos, segundo dados recentes do Instituto Nacional do Câncer (INCA), e surge principalmente com a ingestão excessiva de álcool e o vício de fumar. Além disso, pacientes com câncer de laringe que continuam a fumar e beber têm probabilidade de cura diminuída e aumento do risco de aparecimento de um segundo tumor primário na área de cabeça e pescoço.

Além de tudo isso, há uma estimativa de um milhão de novos casos de câncer nos próximos dois anos no país, segundo o INCA. Outro dado preocupante da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial de incidência deste tipo de tumor, perdendo apenas para a Espanha.

Para que a população saiba como se prevenir desse mal, e sabendo que, hoje, a chance de cura de um câncer de laringe é alta, especialmente se ele é descoberto no momento em que ele está confinado na região onde se iniciou, a ABLV irá trabalhar fortemente com a sua campanha para evitar que esses números sejam grandes nos próximos anos no país.

Divulgação da Campanha:

   

 

Fonte:Jornal Brasil, O Documento e Gazeta Digital

10 Dicas para cuidar bem da sua voz no final do ano

20/12/2011

De acordo com a Academia Brasileira de Laringologia e Voz (ABLV), além do câncer de laringe, lesões nas pregas vocais, como nódulos, calos e pólipos são os problemas vocais mais comuns entre os brasileiros, de modo que estes últimos podem ser agravados com a chegada do final do ano. Nos ambientes festivos das comemorações, as pessoas acabam abusando da voz, somando isso ao consumo de sorvetes e bebidas geladas no verão.

 Dados recentes do Instituto Nacional do Câncer (INCA) revelam ainda que no Brasil o tumor na laringe afeta cerca de 10 mil pessoas todos os anos, tendo como principais causas o vício de fumar e a ingestão excessiva de álcool. Outro dado preocupante da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que o Brasil ocupa o segundo lugar no ranking mundial entre os países com maior incidência da doença.

Para auxiliar a população a começar bem o ano sem problemas na voz, especialistas da ABLV lançam a “Campanha da Voz”, uma iniciativa que busca orientar sobre a prevenção do câncer de laringe e conscientizar sobre a importância dos cuidados com o aparelho vocal.

Segundo o otorrinolaringologista José Eduardo Pedroso, presidente da Academia Brasileira de Laringologia e Voz, nessa época festiva as pessoas acabam cometendo abusos vocais: “Nessas confraternizações, além de cantar ou falar muito alto, as pessoas acabam bebendo um pouco mais e abusando da comida, provocando o aumento do refluxo laringofaríngeo, que se trata do conteúdo do estômago que reflui e dá um ‘banho’ nas pregas vocais, causando inchaço, alteração na voz e prejudicando a laringe no geral”, diz.

O especialista apresenta algumas recomendações para preservar a saúde do aparelho vocal nesse período:

 

10 Dicas para não começar o ano sem voz:

 

1. Evite gritar ou falar alto em ambientes ruidosos.

2. Não é recomendável ingerir líquidos ou alimentos muito gelados, principalmente em dias quentes.

3. Fumar é altamente nocivo à saúde do sistema respiratório, principalmente às pregas vocais.

4. Pigarrear e sussurrar são hábitos aparentemente inofensivos que podem trazer grandes prejuízos à voz.

5. Falar durante exercícios físicos de impacto, como vôlei e tênis, podem prejudicar as cordas vocais.

6. O consumo excessivo de bebidas alcóolicas também é nocivo, porque propicia um efeito analgésico na laringe, causando abusos do aparelho vocal.

7. É importante beber bastante água e manter uma alimentação leve, sem exagerar no consumo de alimentos gordurosos ou muito condimentados.

8. Chupar balas ou pastilhas para aliviar dores na garganta traz efeito anestésico, levando também a abusos vocais.

9. O uso excessivo de ar condicionado pode traz problemas ao resfriar e reduzir a umidade do ar, provocando o ressecamento das cordas vocais.

10. Um otorrinolaringologista deve ser procurado a qualquer sinal de problemas como dores na garganta, rouquidão, cansaço ao falar, tosse, pigarro ou dificuldade para engolir, que irá orientar sobre os cuidados que devem ser tomados.

 

Bookmark and Share
Desenvolvido por GN1

Copyright 2005-2014 - Academia Brasileira de Laringologia e Voz

Av. Indianópolis, 1287 - Planalto Paulista - São Paulo - SP - Fone: (11) 5053.7500